Nord

Nord Research: Saiba tudo sobre essa Casa de Análise!

A Nord Research é uma casa de análise de investimentos que surgiu, recentemente, no mercado brasileiro.

O objetivo é passar a seus leitores recomendações que realmente gerem resultado, tanto para o investidor iniciante, quanto para aquele que já está há mais tempo na Bolsa de Valores.

Analisar ações e escolher a melhor opção é algo que pode tomar muito tempo, e nem todas as pessoas que querem investir em empresas da Bolsa possuem tempo para estudar onde investir.

É por esse motivo que existem empresas como a Nord, a Suno e a Empiricus Research.

Recentemente, muito se falou sobre o caso da Bettina, que com apenas 1500 reais conseguiu fazer o seu primeiro milhão no prazo de 3 anos.

Fatos como esse colocam em cheque a veracidade dos fatos e a confiabilidade em casas de investimento.

Por esse motivo, hoje vamos analisar a Nord Research e ver o que ela costuma prometer e o que consegue cumprir para quem assina os seus relatórios de análises.

Continue conosco até o final e fique por dentro de absolutamente tudo dessa casa de análise independente.

Como surgiu a Nord Research?

Fundada por Bruce Barbosa, que possui 15 anos de experiência no mercado financeiro, a Nord Research conseguiu reunir um time que já foi responsável por indicar ações a mais de 70 mil pessoas.

Veja o que conseguimos extrair do site oficial da Nord:

“A NORD já nasce com a análise independente em seu DNA: sua equipe, reconhecida pelo bom histórico de recomendações a mais de 70 mil investidores individuais, tem como missão inegociável a produção de ideias de investimento realmente fundamentadas, oferecidas por meio de produtos com estratégias já consagradas.”

Produtos da Nord Research

A Nord Research oferece seus produtos em forma de assinatura e de acordo com o perfil do investidor, que pode ser conservador, moderado ou arrojado.

Por esse motivo, a empresa oferece produtos exclusivos de acordo com o objetivo de cada pessoa ao colocar o seu dinheiro em investimentos de renda fixa ou variável.

Nord Essencial

O pacote de assinaturas Nord Combo Essencial traz uma combinação completa para o investidor. Com ele, você receberá recomendações das 3 principais classes de ativos, focadas em todos os objetivos.

Com a série O Investidor de Valor, você terá uma carteira de ações com alto potencial de valorização, que segue a consagrada estratégia de Value Investing.

Já na série Nord Wealth você encontra tudo sobre Tesouro Direto e Fundos de Investimento. Além de um vasto conteúdo, com cursos em vídeos, para o investidor iniciante.

E para completar o combo, a série Nord Dividendos apresenta as recomendações perfeitas para quem quer gerar renda adicional por meio da distribuição de lucro das empresas.

Nord Advisor

Oferta especial neste pacote que engloba três assinaturas: O Investidor de Valor, de Bruce Barbosa, focada nas melhores ações segundo a estratégia de Value Investing. 

Renda Fixa PRO, de Marilia Fontes, para você lucrar com ativos de renda fixa mais promissores do mercado. E Nord Dividendos, a série de Ricardo Schweitzer que busca empresas sólidas e boas pagadoras de dividendos. 

Uma combinação perfeita para você montar seu portfólio de forma balanceada e rentável. O Plano é anual e você pode cancelar quando desejar.

Nord Absoluto

Acesso completo e ilimitado a todos conteúdos da casa: Nord Wealth, Investidor de Valor, Nord Renda Fixa PRO, Valor Extremo e Nord Dividendos.

Acesso completo e ilimitado aos Cursos e guias extras. Acesso completo e ilimitado a todas as publicações futuras da casa, sem exceção. O Plano é anual e você pode cancelar quando desejar.

Investidor de Valor

Invista como os melhores investidores da história: O Investidor de Valor é um relatório de bolsa que segue fielmente o Value Investing segundo Buffett e Munger.

Nesta série, Bruce Barbosa revela os melhores negócios disponíveis na bolsa de valores. Mas não só. Você terá a oportunidade de investir seu patrimônio quando essas empresas estiverem sendo negociadas a preços de barganha.

A série conta com relatórios regulares quinzenais, e extraordinários sempre que necessários em razão da conjuntura de mercado. O Plano é anual e você pode cancelar quando desejar.

Valores

Os preços das assinaturas da Nord Research variam de R$ 44,00 a R$270,00 por mês durante o contrato de 12 meses.

Nord Research no Reclame Aqui

Antes de escolher uma casa de análise de relatórios para assinar, precisamos ver como é a reputação da empresa do Reclame Aqui.

Será que as empresas que ela indica realmente dão resultado? Como é o suporte ao cliente? Os problemas são resolvidos de forma fácil?

Por ser ser uma empresa relativamente nova, a Nord ainda está sem avaliação no Reclame Aqui.

No entanto, manteremos um compromisso com você de atualizar este artigo assim que a empresa tiver uma reputação e comentários de clientes no Reclame Aqui.

Nord Research, Dica de Hoje ou Guia Invest?

Muitos leitores ficam em dúvida em meio a tantas opções de casas de análise e ferramenta que auxiliam os investidores a colocar o seu dinheiro em boas empresas.

Além da Nord Research, temos também a área de membros do Dica de Hoje que oferece diversas carteiras lucrativas para você apenas copiar e colar o que vem dando certo.

Não podemos esquecer de ferramentas como o Guia Invest PRO que auxiliam o investidor com tecnologia que mostram os principais indicadores das empresas listadas na Bolsa, além de rankings das empresas mais baratas e lucrativas do mercado.

O GuiaInvest é uma plataforma digital que ajuda a poupar, administrar e investir o dinheiro de forma inteligente. Tudo isso sem abrir mão de viver o presente com qualidade e com foco em um futuro incrível. O Guiainvest já ajudou mais de 190 mil pessoas e busca até 2021 transformar 1 milhão de pessoas em Investidores Inteligentes rumo à Liberdade Financeira.

Aula Grátis: Jóias da Bolsa!

O André Fogaça, fundador do Guia Invest, preparou uma aula 100% gratuita para mostrar a você como ele teve 62% de lucro investindo nas melhores empresas da Bolsa com apenas um clique.

Não sei por quanto tempo essa aula vai ficar disponível gratuitamente, por esse motivo recomendo que você se inscreva o quanto antes.

>>> Acessar a AULA GRATUITA <<<

Formas De Investir Indiretamente Na Bolsa De Valores

3 formas de Investir Indiretamente na Bolsa de Valores

Se você é investidor ou já estudou algo sobre o mundo financeiro, com certeza deve saber que um dos investimentos mais conhecidos na bolsa de valores, são as ações.

Mas você sabia que também existem formas indiretas de investir na bolsa?

Neste texto apresentaremos 3 formas de aplicar seu dinheiro de forma indireta em ações e fazer com que ele rentabilize, contando ainda com o auxílio de um gestor que será responsável por cada aplicação deste investimento.

Ficou interessado? Continue acompanhando para saber mais.

Fundo Long Biased

Fundo Only

ETFs 

Você já ouviu falar de um dos investimentos que mais atraem no mercado financeiro? Estamos falando dos fundos de investimento!

São aplicações simples, que por vezes contam com uma boa liquidez e ainda podem bater a média do retorno do mercado.

Sem contar na questão da diversificação, este é um investimento que pode se encaixar perfeitamente ao que você está buscando para conquistar um rendimento extra a sua carteira.

Inclusive, nós do Mais Retorno, temos um e-book exclusivo e gratuito para que você entenda tudo sobre os fundos de investimentos. Não perca tempo e baixe logo o seu!

E neste texto contamos tudo para você sobre esta opção de investimento que pode te auxiliar a obter uma rentabilidade ainda maior, veja só:

Fundo Long Biased

Formas De Investir Indiretamente Na Bolsa De Valores

Os fundos long biased são fundos multimercado, ou seja, são fundos de investimentos que aplicam seu dinheiro em vários mercados, como renda fixa, ações, câmbio, entre outros.

Eles apostam em estratégias que permitem ganhar não só com a alta nos preços dos papéis como também com a queda. Assim podem ter ganhos mesmo em momentos de baixa do mercado.

Mas é válido ressaltar que 67% da carteira disposta por este fundo deverá estar comprada em ações.

Assim é possível minimizar perdas ou até obter resultados positivos quando houverem quedas no mercado. Ou até mesmo em momentos de grande alta, podendo aproveitar o desempenho para ganhar ainda mais.

Long Biased nada mais é do que a tendência de compra, neste caso uma tendência à alta das ações. E é neste ponto que eles se diferenciam do fundo long only, que abordaremos ainda neste texto.

O melhor é que este fundo permite maior versatilidade do gestor, já que ele pode aplicar seu dinheiro nas melhores opções de ações e especialmente se proteger nos mercados em queda apostando até ⅓ do seu patrimônio na queda de algumas ações.

Uma outra característica dos fundos long biased é que apesar de eles serem em geral fundos multimercado, podem ter a tributação de um fundo de investimento em ações, ou seja, a alíquota será de 15% de imposto de renda, além de não possuírem come-cotas.

Se você quiser saber ainda mais sobre este fundo long biased, é só clicar aqui.

Fundos Long Only

 Outra ótima opção para que você possa começar a investir na bolsa de valores são os fundos long only.

Assim como os fundos Long Biased são guiados por um gestor responsável por todas as aplicações buscando sempre investir nas melhores ações.

São conhecidos por poderem operar somente na ponta compradora de ações, ou seja, os gestores responsáveis por este fundo compram ações avaliando sempre os fundamentos e perspectivas de ganho futuro daquela determinada instituição.

Vale ressaltar também que os fundos long only possuem mais volatilidade do que os fundos long biased. O que significa que podem ocorrer mais oscilações na sua cotação, por isso é importante sempre estar atento a isso.

Ou seja, a grande diferença entre o Long Biased para o Long Only, é que no primeiro caso, você pode se proteger em momentos de quedas e ter uma volatilidade menor na sua carteira de investimentos.

No entanto, quando o mercado for de alta, os fundo Long Only tendem a performar muito melhor, gerando maiores ganhos para seus investidores.

E as opções para que você opere na bolsa de valores não param por aí não.

ETFs

Etf

Outra ótima forma de investir na bolsa de valores é através das ETFs.

ETF é a abreviação para Exchange Traded Fund, que ao pé da letra significa fundos que são negociados entre investidores na bolsa de valores.

Esta é uma forma simples que conquista ganhos parecidos com a variação do índice ou setor específico que escolhe replicar. Ou seja, se por exemplo uma ETF replica o Ibovespa, se ele subir 10% em um único mês, essa ETF terá um desempenho muito parecido. Da mesma forma se este índice se desvalorizar, o mesmo acontecerá com esta ETF.

Este também é um investimento conhecido por ser barato, porque as taxas de administração são ínfimas, logo se o investidor quiser apenas ter o mesmo desempenho do mercado (e não superar ele), é uma alternativa interessante.

Estes fundos contam também com uma gestão passiva, por isso um gestor é responsável por copiar exatamente o desempenho que este índice, usado como referência, tiver.

É importante ressaltar que quando você investe em uma ETF, você está aplicando em um pacote completo de ações, com cerca de dezenas ou centenas de ações.

Além disso as ETFs possuem uma ótima vantagem: os dividendos automaticamente reinvestidos.

Dividendos são os lucros recebidos pelas empresas que você investe e são revertidos a todos os acionistas por suas participações.

E com as ETFS este valor vira automaticamente um novo investimento para você, assim você não precisa se preocupar com eventos que possam ocorrer sobre suas ações e mantém seus rendimentos sempre em evolução.

Para saber mais sobre as ETFs, suas vantagens e desvantagens, clique aqui.

Conclusão

Agora conhecendo as principais formas de aplicar na bolsa de valores, ficou mais fácil de investir, não é?

Vale destacar que é muito importante sempre avaliar o seu perfil de investidor e os objetivos que busca alcançar com suas aplicações para que faça as melhores escolhas.

Além disso, estas opções de investimentos podem ser uma ótima saída para que você possa realizar a melhor diversificação da sua carteira.

Afinal, boas escolhas resultam em retornos positivos para você e seus investimentos.

Ficou com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

Sobre o Autor

Mais Retorno é uma fintech que tem como objetivo informar, ensinar e desmistificar o mundo dos investimentos e finanças pessoais para investidores de todos os níveis, com isenção e uma linguagem divertida, interessante, prática e acessível.

Fundos De Investimento Valem A Pena

Fundos de Investimento valem a pena?

A procura pelas formas de investir de maneira segura e com bons rendimentos tem feito com que muitas pessoas entrem nos fundos de investimentos. É normal encontrar esse tipo de aplicação nas agências bancárias ou nos escritórios de corretagem de ações e ele é um método interessante para quem não entende tanto de investimentos, mas quer fazer com que seu dinheiro seja multiplicado.

Esse é um tipo de fundo no qual mais de uma pessoa participa e, principalmente, onde existem profissionais para gerenciá-los. Desse modo, quem começa com um fundo de investimento não faz escolhas isoladas com relação a que ações serão compradas: existem analistas que mostram a esses clientes onde é mais indicado investir.

Uma comparação que muitos indivíduos fazem para explicar melhor o fundo de investimento é com um condomínio: nesse tipo de lugar existem centenas de pessoas morando e todos querem a mesma coisa, ou seja, que o lugar seja preservado e que os moradores tenham bem-estar em comum.

No fundo de investimento acontece a mesma coisa: existem diversas pessoas investindo em conjunto e cada uma delas tem o que é conhecido como cota. Os investimentos que esses indivíduos fazem com as suas quotas são livres, apesar de orientados pelos especialistas.

Uma vez que cada um dos cotistas pode investir da maneira que achar mais proveitosa, fica a dúvida sobre o motivo pelo qual procurar um fundo de investimentos. Uma das razões é a ideia de que o custo relacionado à manutenção desse fundo é mais acessível, além de muitas pessoas terem mais confiança pelo fato de mais gente estar na mesma aplicação.

Veja também:

Que fundos de investimentos as pessoas podem comprar?

Diversos tipos de aplicações são considerados fundos de investimentos, embora as pessoas não tivessem essa informação. Sendo assim, é muito simples encontrar um tipo de fundo que seja mais relacionado às possibilidades financeiras de cada cidadão.

Alguns dos fundos de investimentos mais conhecidos são o Offshore, o Fundo de Investimento em Direito Creditório, Cambial, Renda Fixa, Fundo de Investimento Imobiliário, Previdência e mais.

Os fundos chamados de Offshore, por exemplo, são muito citados e tratam-se de investimentos que se fazem no exterior, mas sem que o investidor precise estar no país em questão. Por isso, é possível que um brasileiro realize uma aplicação offshore na França, por exemplo. Já os investimentos referentes à creditórios são aqueles feitos em cima de títulos que precisam ser pagos a corporações, como parcelas de cartão.  

Como existem muitos fundos de investimentos e alguns podem se parecer ligeiramente, é indispensável que o corretor dê ao futuro investidor todas as diferenciações. Em especial, é preciso que as probabilidades de lucro sejam bem esclarecidas.

Cabe destacar que cada um dos fundos de investimentos tem o seu tempo para que o retorno seja visto; por causa disso, eles podem ser fundos de curto prazo, de ações ou de renda fixa. Os investimentos de curto prazo são os que trazem lucro para o investidor em menos tempo e dois fatores fundamentais para esses retornos são o Certificado de Depósito Interbancário e também uma taxa conhecida, que é a Selic.

Os fundos de ações são outra possibilidade para aqueles que querem receber mais rapidamente, mas isso não é uma coisa assegurada. Para que se receba, é preciso que as ações que aquele indivíduo escolheu tenham valorização. Além disso, existem os fundos ativos e também os fundos passivos.

Já os fundos de renda fixa são muito apropriados para quando o investidor tem mais tempo para aguardar sem que aquele lucro precise ser usado. Aliás, esse é um tipo de investimento considerado tradicional e que, na maioria das vezes, traz uma alta margem de retorno.

Fundos De Investimento Valem A Pena

Benefícios

A rentabilidade é uma justificativa para quem escolhe o fundo de investimento e ela é observada em qualquer um deles. No caso da renda fixa, por exemplo, existem pessoas que conseguem 130% de retorno, o que transforma esse investimento em uma fonte de lucro importante.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) acompanha esse tipo de fundo a fim de que os grupos administradores não prejudique quem os contrata. Com isso, os investidores ficam mais seguros e mais estimulados.

Ainda relacionada à segurança, tem-se a transparência como mais uma razão para que os fundos de investimentos sejam recomendados. Quando um investidor procura por um grupo administrador, ele é informado sobre os graus de risco, sobre quais são as regras e muito mais.

A participação em um grupo de investimentos é bastante acessível considerando a questão financeira: as pessoas não precisam colocar uma quantia muito alta, como é exigido quando se trata de ação imobiliária. Com os fundos de investimentos, qualquer trabalhador pode despender certo montante para ser aplicado.

Os fundos de investimentos podem ser vistos como uma espécie de poupança: os retornos referentes às aplicações ficam à disposição e os seus donos podem fazer seu resgate no caso de terem um problema financeiro, por exemplo. É possível resgatar tudo ou não e, para repor, basta que o indivíduo continue com as aplicações.

Quem integra o fundo de investimento?

Um dos termos que os investidores desses fundos ouvem bastante é o custodiante: esse é como o banco, ou seja, o local onde os lucros das aplicações ficam armazenados. No caso de o investidor desejar vender ou comprar algum título, isso será realizado pelo gestor; este é chefiado pelo administrador, que é o indivíduo que cuida do grupo de investimentos e de todos que atendem aos seus investidores.

Fundos De Investimento Valem A Pena

Fundo de investimentos vale a pena?

Seguramente, essa é uma das maneiras mais fáceis de as pessoas fazerem aplicações financeiras, inclusive com uma taxa de risco que não é tão alta. O fato de tantos profissionais auxiliarem os que fazem parte do investimento é outra coisa relevante.

Cabe dizer que os fundos de investimentos conseguem atender aos investidores que são mais tradicionais e aos que querem aplicações mais arriscadas, sem contar que são muito acessíveis e também muito distintos. Por tudo isso, recomenda-se amplamente que os fundos de investimentos sejam utilizados.

Como Investir Em Fundo Imobiliário Passo A Passo Completo

Como investir em fundo imobiliário? Passo a passo completo!

O fundo imobiliário faz parte da classe dos fundos de investimentos e é uma das maneiras coletivas de as pessoas aplicarem dinheiro. Esse meio de investir já se popularizou há certo tempo, em especial porque muito mais brasileiros estão começando a entrar na bolsa de valores e em outros tipos de investimento de títulos.

Como se repara apenas pela sua nomenclatura, o fundo imobiliário é uma forma de aplicação voltada para o mercado de imóveis: podem ser de quaisquer tipos e em qualquer etapa de construção, sendo comum que esses investimentos sejam feitos quando os imóveis já estão construídos.

Cabe dizer que não é preciso que o imóvel seja residencial para que se possa investir: muitos grupos de investimentos imobiliários apostam em estabelecimentos comerciais e até mesmo em instalações hospitalares. Como se vê, qualquer tipo de construção pode servir para que esses investimentos sejam feitos.

Pode ser por isso que esse fundo de investimento é tão amplo: porque existem centenas de classes de comércios diferentes, sem contar os imóveis residenciais. Quando se trata de papéis de ações, os retornos chegam pela sua valorização; e como eles ocorrem quando se trata do fundo imobiliário? Nesse tipo de aplicação, os investidores têm os seus lucros por intermédio de atividades como o arrendamento e também o aluguel, além da venda.

Veja também:

Como fazer o investimento no fundo imobiliário?

  • Procura-se primeiro por uma corretora de ações que seja reconhecida pela CVM, podendo até ser a sua agência bancária, o que pode ser preferível para os iniciantes;  
  • Os corretores dirão quais são os tipos de fundos imobiliários disponíveis e qual é o valor que o investidor terá de custear;
  • O corretor também explicará como esses investidores poderão resgatar o que as suas cotas renderem;
  • Uma vez que se está em um fundo de investimento imobiliário, é indispensável ficar informado a respeito desse tipo de mercado, até para solicitar que sua cota seja vendida.

Razões para fazer o investimento no fundo imobiliário

Como falado acima, as possibilidades de investimento quando se trata de fundo imobiliário são inúmeras por causa da quantidade grande de imóveis que existe. Para aqueles que podem aplicar um pouco mais, é possível até investir tanto em estabelecimentos comerciais quanto em condomínios residenciais, por exemplo.

Os investidores dos fundos imobiliários têm autonomia para conferir quando há outras pessoas querendo negociar cotas. Além disso, os próprios retornos desses investidores podem ser conferidos na horta em que ele quiser.

Como faz parte dos fundos de investimentos, os fundos imobiliários podem ser começados com uma quantia considerada pouca: R$ 1.000,00. É claro que esse é um montante alto para a maioria das pessoas, mas a maioria das aplicações bancárias, por exemplo, exigem ainda mais para iniciar os investimentos. Sendo assim, o fundo imobiliário pode ser considerado muito mais acessível.

É sabido que a maioria das pessoas acha que fazer investimentos é uma coisa de muita complexidade e, na realidade, existe mesmo um pouco de complicação por causa das inúmeras taxas e dos trâmites. Contudo, isso é mais simples no caso dos fundos imobiliários, já que os procedimentos são os normais de qualquer transação com imóveis.

Primeiramente, os grupos de investimentos encontrarão um tipo de imóvel e terão de comprá-lo, procurando depois por quem vai utilizá-lo, inclusive no caso de aluguel. Até mesmo o que se refere aos ganhos é mais simples: as pessoas envolvidas na aplicação vão ganhar por causa dos rateios no caso de venda, por conta de pagamentos de aluguéis e outros tipos de transações simples.

Todos esses aspectos fazem com que o fundo imobiliário seja muito mais compreensível para as pessoas que estão ingressando nas aplicações e vale destacar que há uma regulamentação especial feita pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Assim, é outra razão para que as pessoas migrem de outros tipos de aplicações para esse fundo de investimento.

Por que não adquirir sozinho o imóvel?

Apesar de as aplicações imobiliárias estarem mais populares, não é tão recente assim o investimento em construções: há pessoas que adquirem imóveis há décadas apenas para cobrar aluguéis. Por isso, qual seria a razão para que os investidores deixassem esse tipo de negócio para ir a um fundo de investimento imobiliário?

Quando se faz uma comparação entre os ganhos e os trâmites referentes a esse fundo e à simples aquisição de imóveis, fica bem explícito. Primeiramente, a pessoa que participa de um fundo desses pode fazer investimentos considerando apenas a sua cota, ou seja, ela não precisa participar de aplicações que estejam acima das suas finanças.

Além disso, entrar em um fundo de investimento imobiliário poupa muito trabalho para quem quer lidar com imóveis: essas pessoas não terão necessidade de tratar com cartórios para fazer a documentação e muito menos pagá-la.

Há bem menos riscos quando o fundo de investimento imobiliário é escolhido porque as construções que os administradores do fundo escolhem são de boas empreiteiras, além de outros cuidados. Por outro lado, quem escolhe apenas adquirir algum imóvel para poder alugá-lo pode ficar com uma construção mal-feita ou até que demore por tempo excessivo para ser entregue.

Um dos medos reais de quem faz transações com imóveis é de não conseguir ninguém para alugá-lo ou até para comprá-lo. Entretanto, isso é pouquíssimo provável quando se faz parte de um fundo de investimentos imobiliários porque a comercialização de muitas cotas ocorre na Bolsa de Valores.

Há isenção de imposto de renda para muitos investidores de fundos imobiliários, o que não ocorre se o indivíduo é dono de um imóvel. Desse modo, é lógico que o lucro fica maior porque o pagamento para a Receita Federal é diminuído, mas é fundamental consultar o gestor do fundo de investimento para confirmar a isenção.

Por fim, a depreciação não será preocupante para quem faz investimento em fundo imobiliário. No caso de o indivíduo acreditar que sua cota já não está tão valorizada, basta que ela faça a sua venda. Porém, é certo que isso seria mais difícil se fosse um imóvel.

Empiricus é Confiável

Empiricus é confiável?

Saber se a Empiricus é Confiável mesmo é a dúvida comum de milhares de brasileiros que são atraídos por ela com a promessa de ganhar dinheiro rápido na Bolsa de Valores.

A Empiricus é uma empresa que traz ao cidadão simples as melhores chances de investimentos. A função dessa companhia é juntar todas as ações mais interessantes da Bolsa de Valores e levar para as pessoas, explicando o porquê isso seria um investimento rentável e como elas devem fazê-lo.

No entanto, muitas pessoas estão se sentindo incomodadas com o marketing feito pela empresa, que promete ganhos absurdos em pouco tempo.

Por esse motivo, a grande maioria dos assinantes da Empiricus estão buscando outras alternativas como o Dica de Hoje ou Guia Invest PRO para buscar as melhores orientações sem falsas promessas de ganhos rápidos.

Uma das afirmações que a Empiricus faz é que o seu foco é a pessoa comum, aquela que talvez não pensasse que poderia fazer investimentos. Ela também, atende aos chamados engravatados e a quaisquer que queiram ajuda em aplicações, mas os seus maiores clientes são os trabalhadores “normais” que querem poder retirar lucros empolgantes depois de certo período.

São muitos os veículos de comunicação que já falaram da Empiricus e ela tem uma estrutura financeira bem preparada, com pessoas que sabem como são os melhores investimentos e que, por conta disso, entendem quando a Bolsa de Valores está com as suas melhores ações.

Orientações úteis com relação às ações não são somente sobre compra, mas sobre venda também. Com isso, é claro que a Empiricus também ensina aos seus associados em que hora aquele investimento pode ser um prejuízo e quando se deve repassá-lo.

Não deixe de cadastrar o seu e-mail abaixo para receber, gratuitamente, todas as atualizações do Blog e Aulas Gratuitas!

 










Veja também:

O que a Empiricus faz?

As orientações que ela dá para quem faz investimentos vêm em atendimentos particulares e em matérias que ela põe em sua plataforma. Essas matérias são sobre os investidores iniciantes, como fazer os investimentos na Bolsa, como utilizar os bancos digitais, curso sobre Tesouro Direto e outros mais.

Essas são matérias somente para que as pessoas que vão investir tenham mais esclarecimentos, mas as assessorias reais são por conta dos atendimentos que os funcionários fornecem. Com esses atendimentos, os investidores de qualquer nível recebem as explicações com relação ao que investir e até quando manter as suas aplicações.

Há orientações determinadas para as finanças pessoais, reforçando que o interesse maior da Empiricus é pelos novos investidores, pelas pessoas que nunca tinham investido e que estão chegando às aplicações da Bolsa de Valores precisando de assessoria.

Com as orientações relacionadas às finanças pessoais, a empresa consegue ensinar como fazer economias, inclusive para investir. Por outro lado, ela também pode orientar sobre os investimentos do que as aplicações retornaram. Desse modo, encontra-se um ciclo contínuo de recebimento de lucros e também de aplicação de uma fatia deles.

Ressalta-se que as orientações sobre finanças pessoais não são nas mesmas categorias: podem ser para aprender a fazer melhores gastos, para saber como criar orçamentos, para os aposentados, para declaração de imposto de renda e outras mais.

Para que os clientes da Empiricus entendam de maneira mais fácil como os investimentos têm de acontecer e o que fazer para o gerenciamento do retorno, há o Simule suas despesas. Nessa plataforma, os clientes podem colocar quais os gastos que têm regularmente e visualizar melhor se esses gastos não podem ser melhorados e como fazer isso.

Outra plataforma que a Empiricus têm para os clientes é a Dinheirama Organizze, que também serve para que essas pessoas façam o gerenciamento das suas despesas regulares, determinando o que elas poderiam investir e o que poderiam colocar na poupança ou em outro fundo.

Empiricus é Confiável

Reclamações

Mais de 98% dois clientes que fazem reclamações para a Empiricus são atendidos, mas a empresa só consegue solucionar uma porcentagem de 78,3% desses problemas. Mesmo que não fique nem nos 80%, ainda é um número bom de resoluções, considerando que outras empresas que atuam com orientações sobre investimentos têm resultados muito mais baixos.

Os dias que a Empiricus leva para atender a quem faz reclamações também é baixo: 7 dias. É verdade que os consumidores preferiam que os esclarecimentos fossem mais rápidos, já que têm preocupação com os prejuízos que podem ocorrer enquanto não resolvem suas aplicações. Porém, há concorrentes que levam mais 20 dias para fornecer resposta, o que totaliza 27 dias.

Infelizmente, a quantidade de consumidores da Empiricus que se sentiria confiante para ser orientada de novo pela empresa é baixa: 45,6%. As reclamações que são vistas sobre essa empresa são quase iguais às de outras do segmento, inclusive a impossibilidade de cancelar.

Certos clientes atestam ainda que os atendimentos do SAC não são bem-feitos, havendo atendentes que não conseguem remediar os problemas apresentados. Até mesmo os custos que a Empiricus cobra para que as assessorias sejam dadas são considerados por alguns clientes abusivos: há depoimento até de quem descobriu que estava “assinando” determinado serviço dela quando não tinha feito esse pedido.

Já quando os clientes realmente querem certo serviço da Empiricus, ele não é finalizado. Algumas pessoas tentam adquirir algum curso ou outro serviço e são impossibilitados por problemas na sua plataforma.

Quando os clientes têm qualquer cobrança por algo não solicitado, a empresa atesta seu ressarcimento. O problema é que muitos dos que usam a Empiricus dizem que esse estorno é muito dificultado e até demora demais.

Uma justificativa para que a empresa precise fazer estorno é ter cobrado alguma coisa de modo duplicado e existem situações dessas com os consumidores da Empiricus.

Empiricus é Confiável

A Empiricus é confiável?

Em grande parte dos atendimentos, ela realmente dá assessorias de valor para quem precisa fazer investimentos nas Bolsa, o que a torna mais confiável. O problema aparente é que essa empresa pode ter um pouco de desorganização no seu sistema, sendo essa a causa de compras que as pessoas não conseguem acabar, além de cobranças que são feitas em dobro.

Se os cidadãos escolherem ser orientados pela Empiricus, podem ter mesmo lucro satisfatório devido às suas aplicações. Contudo, é preciso ter o máximo de precauções para a eventualidade de cobranças erradas ou de dificuldades. Armazenar os atendimentos da empresa, inclusive fazendo prints, é uma tática recomendada, além de guardar cada um dos documentos bancários onde estejam os retornos que a aplicação deveria trazer.

Também será vital que os clientes da Empiricus sejam um pouco pacientes, já que puderam saber dos relatos de que há demora para os seus funcionários atenderem e também para que aconteça a solução, valendo mencionar que isso não acontece para 20%.

Como Comprar Ações Na Bolsa Veja O Guia Completo

Como comprar ações na bolsa? Veja o guia completo!

A compra de ações  faz parte das possibilidades de investimento que qualquer pessoa pode fazer, desde que possua certa quantia em dinheiro e as orientações apropriadas. Antigamente, considerava-se que fazer investimento na bolsa de valores era uma coisa muito perigosa e que somente as pessoas com mais dinheiro poderiam realizar, mas isso se devia muito mais a não existir tantas informações.

Para que o investimento na bolsa de valores seja rentável, é preciso que se analise de qual empresa é aquela ação e qual é a sua situação financeira, além da cotação. Quando se está tentando comprar ações que estão na bolsa de Nova York, por exemplo, tem-se de avaliar como ela está cotada: se está em alta ou não. Importa analisar ainda qual é a cotação do euro ou do dólar, já que essas moedas também podem fazer com que a ação seja valorizada.

1 – Quantidade realista de dinheiro para o investimento

A pessoa que está tentando comprar ações da bolsa tem de saber quanto pode investir. Para determinar isso, deve-se considerar quais são os gastos mensais e quais são as saídas de dinheiro: não adianta essa pessoa despender demais em ações e corroer uma parte do orçamento.

Esse é um motivo pelo qual alguns investidores acabam com prejuízo. Além disso, não se pode permitir que a compra de ações se torne um vício: algumas pessoas não se interessam tanto pela valorização da ação e o lucro, mas sim pelo suspense. Nesse caso, torna-se quase um jogo de azar, ou seja, o investimento em ações transforma-se em algo viciante.

Veja também:

2 – Procurar por uma corretora confiável

Se a pessoa está em seu primeiro investimento na bolsa, é mais seguro procurar por uma corretora de ações para evitar erros. Essas corretoras fornecerão à pessoa todas as informações principais sobre a bolsa de valores e os tipos de ações que estão mais valorizadas.

Destaca-se que procurar uma corretora de ações não significa que a pessoa não terá autonomia com relação aos investimentos. Nenhuma corretora investe sem que o interessado autorize; além disso, no caso de a pessoa acreditar que os rendimentos das ações não estão satisfatórios, pode solicitar que todas as ações sejam vendidas e procurar por outra corretora.

Como Comprar Ações Na Bolsa Veja O Guia Completo

3 – Ficar atento com relação ao cenário empresarial

Além dos resultados financeiros, a reputação das empresas também colabora para que as suas ações sejam valorizadas ou não. Supondo-se que uma pessoa deseje comprar ações de uma companhia energetica e fique-se sabendo de um esquema de corrupção nela: certamente, essas ações estarão bem mais baratas.

Os valores das ações são modificados sempre e é por isso que as pessoas que querem investir em determinada empresa deve sempre aguardar: provavelmente, a ação ainda cairá de valor em certo momento, mesmo que seja em baixa porcentagem. Quando houver essa queda, será essa a hora de o investidor comprar a ação.

4 – Objetivos

Existem formas variadas de se comprar ações e elas determinarão se o investidor terá um rendimento mais rápido ou não. Sendo assim, é válido considerar se a necessidade do retorno é muito alta ou não: isso evitará que a pessoa compre um tipo de ação que demora mais para ter lucro.

Quando o investidor utiliza uma corretora de ações, é indispensável que o corretor saiba dessa necessidade. É com isso que ele saberá fazer as orientações corretas com relação às ações a serem adquiridas.

5 – Saber o momento de vender as ações também é imprescindível

Por mais promissora que uma empresa possa parecer, as pessoas não precisam ficar com as ações delas para sempre: em determinados cenários econômicos, é melhor que elas sejam vendidas e que sejam compradas de novo depois. O momento de vender é quando ela está desvalorizada: como o investimento estará ocasionando prejuízo, será necessário colocar um valor menor nela.

É interessante que aqueles que são clientes de corretoras de ações autorizem os seus corretores a realizar a venda no caso de desvalorização. Isso porque as flutuações na bolsa de valores são muito rápidas e, enquanto o corretor tenta contatar o cliente, é possível que o cenário já tenha mudado.

Como Investir Na Bolsa

Clubes de investimentos

Essa é uma opção quando as pessoas físicas querem fazer investimentos na bolsa de valores. Com esse clube, é possível que os indivíduos compram as ações em conjunto e que seja apenas com quem eles conhecem, como a sua família: o máximo que esse clube permite são 50 participantes e não se pode fazer o investimento com menos de 3 integrantes.

É claro que a parte negativa é que os rendimentos dessas ações serão divididos entre as pessoas que estão no clube de investimentos. Por outro lado, também existe um prejuízo menor para cada um quando acontece uma desvalorização.

Fundos de investimentos

O mercado de ações disponibiliza muitos fundos de investimentos diferente, cada um deles com a sua porcentagem de taxa e com os seus tipos de regras. O CDB, que é bastante conhecido, faz parte dos fundos de investimentos e as corretoras explicam cada um desses fundos com detalhes.

Cabe ressaltar que os fundos de investimentos também diferem pelo fato de que eles não têm o mesmo risco: alguns deles causam mais probabilidade de os investidores perderem rendimentos.

Como Comprar Ações Na Bolsa Veja O Guia Completo

Compra individual

Esse tipo de investimento na bolsa de valores é recomendado em dois contextos diferentes: o primeiro é quando se tem a assessoria de uma corretora de ações e a segunda é quando o indivíduo já fez investimentos antes e, dessa forma, sabe bem quando realiza as compras das ações e quando deve vendê-las.

Com a compra individual das ações, as pessoas desfrutam sozinhas do lucro que o investimento trouxer. Ao mesmo tempo, quando existe uma desvalorização, elas são afetadas sozinhas. Também há a vantagem da autonomia: o investidor não precisa consultar ninguém quando escolhe que quer vender aquelas ações, coisa que teria de fazer se estivesse investindo usando um clube.

Ressalva-se que as pessoas que desejam comprar na bolsa de valores precisam estar seguras com relação às taxas.

 

Luiz Barsi Como Investir Na Bolsa Como Parceiro

Luiz Barsi: Como Investir na Bolsa como Parceiro?

Se você investe na bolsa de valores, certamente já deve ter ouvido falar desse nome: Luiz Barsi Filho.

Ele é apenas o maior CPF da B3 (antiga Bovespa), ou seja, é a pessoa física com maior capital aplicado na bolsa de valores brasileira.

No artigo de hoje, vou falar um pouco sobre o método Luiz Barsi de investir na bolsa e mostrar como essa é a melhor estratégia para lucrar na bolsa, mesmo que você seja um iniciante ou que já tenha perdido dinheiro investindo em açōes.

A estratégia usada por Barsi é a de investir em boas empresas na condição de investidor parceiro. Esse tipo de investidor não está preocupado com o sobe e desce das açōes, mas sim em achar boas empresas perenas para investir e não vender essas açōes tão cedo.

Luiz Barsi Como Investir Na Bolsa Como Parceiro

A Figura do Investidor Parceiro

O investidor parceiro abraça e acredita na empresa mesmo em momentos ruins, isso porque ele já fez análises e confia no potencial da companhia. O foco do Parceiro são os dividendos que a empresa vai distribuir ao longo dos anos, colocando-se como um sócio que comprou um pedaço daquela empresa.

Essa postura é adotada não apenas pelo Barsi, mas também por outros grandes investidores bilionários, como Warren Buffet e o brasileiro Lírio Parisotto.

A principal dica do Barsi é investir na condição de parceiro para, ao longo do tempo, ser beneficiado com o crescimento da empresa, dos lucros, dos dividendos e até mesmo a valorização das açōes.

O investidor parceiro aproveita momentos de crise para aumentar a posição nos papéis em que confia e adotou a postura de sócio. Crises como a de 2008 são uma excelente oportunidade de comprar açōes de boas empresa com um grande desconto.

No Brasil, o cenário político favorece quem adota essa postura de parceiro, pois a cada notícia temos uma grande queda na bolsa de valores, mas nem por isso as empresas deixam de ser boas.

A Estratégia de Luiz Barsi

Comprar açōes de empresas perenes, que tenham um bom histórico de dividendos e guardar na gaveta. Essa é a estratégia de Luiz Barsi. Não existe nenhum segredo e ele fala sobre isso abertamente em diversas entrevistas que já deu para a Suno Research e diversos outros canais no youtube.

Um dos maiores “tiros certeiros” de Barsi foi comprar as açōes da Unipar Carbocloro (UNIP6, UNIP3 e UNIP5) quando o valor delas eram apenas centavos. Hoje as ações da companhia custa entre 44 e 45 reais, sendo que possuem um potencial de crescimento muito maior do que o preço atual.

Hoje, Barsi é um dos maiores acionistas da companhia detendo 20,01% das ações preferenciais, ou seja, aquelas que pagam mais dividendos. Essa posição já lhe rendeu, inclusive, uma cadeira no conselho da empresa.

O que mais chama a atenção e mostra que Luiz Barsi é o verdadeiro investidor parceiro é que ele nem pensa em vender as açōes, mesmo após a grande valorização que elas tiveram nos últimos anos, desde que ele comprou a preço de banana.

Investidor Parceiro x Especulador

Parceiro

O investidor parceiro coloca seu dinheiro em empresas que tenham bons fundamentos. Já o especulador coloca o seu dinheiro em empresas com base no achismo e na opinião de outras pessoas, notícias, etc. Ao longo do tempo, apenas um deles sobrevive no mercado e colhe bons frutos.

Quer adivinhar qual é?

Indicadores mais importantes, segundo Luiz Barsi Filho

Existem alguns indicadores que Luiz Barsi Filho sempre considera antes de comprar uma ação. Veja abaixo os principais:

  • açōes/atividade/estrutura perenes
  • atividades sustentáveis
  • histórico de dividendos
  • menor P/L
  • dividend yield 

Normalmente, o Luiz Barsi gosta de procurar açōes que estejam baratas, mas que venham potencial de crescimento. A sua mais nova aposta são as açōes da Paranapanema, que atualmente são negociadas pelo valor de 1,14.

O que você acha do método de investir do Luiz Barsi? Deixe abaixo o seu comentário com alguma sugestão ou dúvida!

 

 

 

 

 

Bolsa De Valores Como Funciona E Como Investir Para Ganhar Dinheiro

Bolsa de Valores: Como Funciona e como investir para Ganhar Dinheiro!

Você já ouviu falar sobre a Bolsa de Valores? O termo é usado para referir-se ao ambiente onde são realizados negócios envolvendo ações, títulos de renda fixa, títulos públicos, moedas e commodities, bem como compra e venda de contratos futuros. Ou seja, a Bolsa de Valores é um mercado organizado, que possui regras e determinações para manter a integridade e a transparência nas negociações entre os investidores.

Além disso, a Bolsa de Valores conta com uma plataforma que realiza o registro, a compensação, a liquidação e a listagem de todos os ativos. O ambiente também é integrado com as principais notícias do mercado, com a divulgação de informações que afetam diretamente os negócios e o gerenciamento das ações.

Bolsa De Valores Como Funciona E Como Investir Para Ganhar Dinheiro

No Brasil, a Bolsa de Valores é representada pela Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo), que é o principal mercado de negociações das empresas de capital aberto no país. A instituição foi fundada em 1890 e, desde então, é a responsável pelas contratações de mercadorias e gerenciamentos de compra e venda de ações. Em 2008, a Bovespa integrou-se ao BM&F e, atualmente, é conhecida como a BMF&Bovespa.

Neste artigo você terá todas as informações para começar a investir, mesmo que você seja um iniciante em investimentos ou esteja começando do zero, então leia até o final e não esqueça de deixar o seu comentário com alguma dúvida ou sugestão!

Saiba como Investir na Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores é um meio para as empresas captarem recursos e, assim, aumentarem o investimento. Em linhas gerais, é uma plataforma para ganhar dinheiro, através da venda de ações, ou de um pedaço da empresa para outras pessoas. Assim todo mundo ganha: quem tem direito a participação também recebe parte dos lucros, enquanto as empresas conseguem captar dinheiro por um preço muito mais barato do que investimento em bancos.

Para investir na Bolsa de Valores basta abrir uma conta em um banco ou corretora, transferir o dinheiro e começar a investir. Você pode começar o investimento por meio de fundos, clubes ou de forma direta. A partir daí, você pode comprar ações e tornar-se sócio de uma empresa, ou vender ações e ganhar dinheiro através dos acionistas.

Existem ainda algumas ações que são recomendadas para você que pretende investir no longo prazo.

Passo 1: Entenda o que é preciso começar para investir em ações

  • Comece com qualquer valor: Investir na Bolsa de Valores parece um bicho de sete cabeças, mas não é. Em primeiro lugar, você pode gerenciar o seu dinheiro e as suas ações através da internet, em qualquer lugar do mundo! Essa é só uma das facilidades, proporcionadas pelo avanço tecnológico. Além disso, não é necessário investir uma grande quantidade de dinheiro! Isso mesmo: você pode começar a investir com pouco dinheiro, já que a possibilidade de retorno financeiro é destinada para qualquer valor.

 

  • Mercado Fracionário: no Mercado Fracionário as empresas são negociadas em pequenas quantidades, em geral, em lotes de 100 ações. Assim, se uma ação está cotada para 10 reais, o lote padrão é de R$1.000,00, mas se você quiser aplicar R$100, poderá comprar 10 ações do lote fracionário.

 

  • Corretagem: a taxa de corretagem é paga à corretora que realiza a intermediação de compra e venda de ações. Você pode encontrar dois tipos de corretagem: a corretagem fixa e a corretagem variável. No primeiro caso, o valor pago é o mesmo, independente do preço de compra e venda. Já a variável, tem o valor pago de acordo com o total da ordem preço x quantidade.

 

  • Forma de Análise: pesquise e analise qual o melhor momento para realizar a compra ou a venda de ações. Faça um estudo prévio para saber qual empresa investir, levando em conta o risco de desvalorização do ativo (mau desempenho dos lucros de uma empresa) e o risco de liquidez (você pode não conseguir comprar ou vender ações na Bolsa).

 

  • Tributação: é o Imposto de Renda cobrado pelo ganho do capital das ações. O valor é de 15% sobre o lucro, ou seja, se eu compro uma ação de R$100 e vendo por R$200, tenho um lucro de R$100. Portanto, tenho que pagar R$15 de IR.

 

  • Taxa de custódia: é o valor pago, mensalmente, para o armazenamento das ações pela corretora. O preço varia de 5 a 10 reais e, em alguns casos, há possibilidade de isenção da taxa. Nos investimentos em fundos, o valor da taxa de custódia é diluído entre todos os cotistas.

Passo 2: Siga as recomendações dos mais experientes e evite erros

Bolsa

Quem nunca investiu na Bolsa de Valores terá muitas dúvidas, já que o mercado financeiro utiliza uma linguagem própria e, além disso, há diversos fatores de risco envolvidos. Portanto, a primeira dica é: esteja antenado nas principais terminologias da Bolsa, pesquise o significado de cada termo e, além disso, converse com especialistas. Além disso, tenha em mente que é preciso:

  • Ter uma metodologia de investimento, sem mudanças constantes na hora de comprar ou vender ações;
  • Reconheça as informações disponíveis e filtre o que é necessário para o seu investimento, já que o excesso de conhecimento também pode trazer mais dúvidas;
  • Contenha a euforia e não seja contagiado pelo pânico de vender na baixa e compra na alta.

Aqui no blog eu sempre recomendo a plataforma do Guia Invest para você começar a estudar de forma gratuita, basta clicar neste LINK para fazer o cadastro!

Passo 3: Faça uma análise do ativos por meio de métodos fundamentalistas ou gráficos

 

Os grandes investidores da Bolsa utilizam dois métodos de análise para avaliar e selecionar quais são os melhores ativos para investimento: a análise fundamentalista ou a análise gráfica. Apesar de o mercado financeiro oscilar muito, é preciso cautela na hora de investir e, por esse motivo, recomenda-se uma pesquisa prévia, que irá ajudar muito na tomada de decisões dos acionistas.

Com a análise fundamentalista, o investidor pode interpretar os indicadores e os dados da empresa e, assim, considerá-los ou não bons para o investimento. Para isso, é necessário que a pessoa tenha experiência nas operações da Bolsa e, por esse motivo, não é o procedimento mais indicado para quem está começando agora. Além disso, a análise fundamentalista não prevê o comportamento dos preços dos ativos e, por isso, as interpretações dos investidores podem ser, em muitos casos, controvérsias.

Já a análise gráfica identifica quais são as ações com preços muito elevados (sobrecompradas) ou com valores depreciados (sobrevendidas), para interpretar qual o melhor momento de comprar e vender. Assim, como a análise fundamentalista, para a aplicação da análise gráfica também é preciso certo nível de experiência do investidor. Por esse motivo, recomenda-se a realização de cursos especializados em investimento na Bolsa de Valores, que irão sanar todas as dúvidas quanto a venda e compra de ações.

Conclusão

Bom, espero ter conseguido tirar todas as suas dúvidas sobre a bolsa de valores. Esse é um assunto que, no começo, parece bastante complicado, mas depois que você começa a investir fica tudo mais fácil. O ideal é que você siga estudando antes de dar os primeiros passos na bolsa, assim irá evitar perder dinheiro e acabar pensando que a bolsa é só para os ricos.

Se você ainda ficou com alguma dúvida, é só deixar um comentário abaixo que terei o maior prazer em lhe ajudar!

 

 

Como Investir Em Ações Da Petrobras Não Perca Dinheiro

Como Investir em Ações da Petrobras? Não perca dinheiro!

Como investir em ações da Petrobras é uma dúvida muito comum entre que está começando a querer investir na bolsa de valores brasileira. A Petrobras é uma empresa gigante e que já deu muito lucro aos seus acionistas. Apesar dos recentes escândalos envolvendo corrupção, as ações da empresa seguem sendo muito atrativas e até mesmo recomendadas por sites de investimento como XP ou info money.

Você sabia que qualquer pessoa pode investir nas ações da Petrobras e se tornar sócio da empresa?

Quando você compra ações você está comprando um pedacinho de determinada empresa, sendo assim você se torna também dono dela.

No último artigo mostramos como investir na bolsa com 100 reais, recomendo que também leia essa super dica.

Então, veja abaixo como investir em ações da Petrobras!

Como Investir Em Ações Da Petrobras Não Perca Dinheiro

Escolha uma corretora

Você não pode simplesmente chegar lá na Petrobras e dizer: “Quero comprar ações!”

Para conseguir comprar é necessário ter cadastro em alguma corretora ou banco. A sua compra será efetivada através de um home broker, que é uma plataforma online para compra e venda de ações da bolsa de valores brasileira (BOVESPA).

Então, a primeira dica sobre como comprar ações da Petrobras é: Faça o cadastro em uma corretora.

Veja essas opções:

  • XP investimentos
  • Easy invest
  • Banco Itaú
  • Banco do Brasil

Como Investir em ações da Petrobras: Analise a empresa

Não é novidade para ninguém que recentemente a Petrobras perdeu muito dinheiro. Corrupção e má gestão fizeram a empresa perder alguns bilhões de dólares. No entanto, com a troca do comando e operação lava jato, a Petrobras parece ter voltado ao rumo certo.

Antes de investir nas ações da Petrobras é necessário que você analise o histórico da empresa. Veja se a mesma está dando lucro, se possui dívidas, se fez aquisições recentemente, valor do patrimônio, receita operacional e diversos outros fatores importantes que você encontra através dos relatórios trimestrais na central de investidores da Petrobras.

>> Quero uma vaga no Como Enriquecer na Bolsa <<

Prepare-se para a perda

Eu não estou dizendo que você vai perder dinheiro investindo nas ações da Petrobras. No entanto, eu recomendo que você separe um dinheiro que não vá fazer falta caso algo dê errado e você não tenha o retorno esperado.

Isso é recomendado para a compra de qualquer ação, nem mesmo Warren Buffet consegue prever quais ações irão valorizar e quais irão cair.

Veja o histórico de cotações

Petro

Analisar o histórico de cotações das ações da Petrobras é muito bom para você saber a quanto o papel pode subir ou a quanto ele pode cair. No prazo de 1 ano as ações da Petrobras valorizaram quase 100%. Em Abril de 2016 elas estavam custando R$7,70. Já em Abril de 2017 estão custando R$14,45. No entanto analisando os últimos 5 anos podemos ver que elas já valeram R$23,35 e já caíram para R$4,41.

Envie dinheiro para a corretora e comece a investir

Após fazer as análises, você precisa enviar dinheiro para sua conta da corretora. A conta na corretora funciona como um banco, você terá um número de agência e número de conta para enviar fundos. Após fazer isso basta acessar o seu Home Broker e procurar pelas ações da Petrobras (PETR4).

Invista pensando no Longo prazo

Se você quer ganhar dinheiro na bolsa que nem os grandes bilionários, terá que começar a investir pensando no longo prazo. Agora que você já sabe como investir em ações da Petrobras, é hora de traçar a sua estratégia de investimento. Você pode até tentar investir no curto e médio prazo, mas os maiores retornos na bolsa de valores vêm somente no longo prazo.

Uma pessoa que tivesse investido 10 mil reais nas ações da Petrobras há 1 ano atrás hoje teria quase 20 mil reais. Isso significa 100% de retorno no prazo de apenas um ano. Você conhece algum produto bancário que lhe dê essa rentabilidade? (CDB, LC, LCI, LCA, etc).

Para ser sincero eu não conheço.

Investir a longo prazo é a grande lição do curso online Como Enriquecer na Bolsa do Marcelo Veiga. Esse curso foi fundamental para eu entender a técnica do Value Investing, que é a tática usada por Warren Buffet e outros bilionários brasileiros como Luiz Barsi e Lírio Parisotto.

Esse curso é ESSENCIAL para você que deseja começar a investir em ações pois ele vai evitar que você perca muito dinheiro investindo de forma errada. Eu fiz e recomendo o Como Enriquecer na Bolsa!

Se você quiser saber mais informações de como garantir uma vaga na próxima turma, acesse o link abaixo:

>> Quero uma vaga no Como Enriquecer na Bolsa <<